Piadas, Pensamentos, Filmes, etc .

Blog do Ezequias

Archive for maio 2007

Record da Galera no Boliche

leave a comment »

Posição  Record     Nome                          Data
 
1            191        Claudio
2            188        Ezequias
3            187        Eduardo (Perigote)        2007
4            171        Rubão                          2005
5            167        Adão
6            153        Osni
7            151        João
8            149        Pedro (ST)                    31/05/2007
9            147        Osmair
10          139        Paulo (ST)                    29/05/2007
11          136        Geraldo (ST)
11          136        Eduardo (ST)                29/05/2007
12          134        Edson
13          122        Decio (Delmar)             07/08/2007
14          121        Herivelto                      01/06/2007
15          118        Fernando                     15/06/2007
Anúncios

Written by ezequiasti

31/05/2007 at 16:22

Publicado em Jogos

Mulheres

leave a comment »

 
Complexidade feminina! (M = Mulher / H = Homem)

 

M – Aonde você vai?

H – Vou sair um pouco.

M – Vai de carro?

H – Sim.

M – Tem gasolina?

H – Sim… Coloquei.

M – Vai demorar?

H – Não… Coisa de uma hora.

M – Vai a algum lugar específico ?

H – Não… só rodar por aí.

M – Não prefere ir a pé?

H – Não… vou de carro.

M – Traz um sorvete pra mim !

H – Trago… que sabor ?

M – Manga.

H – Ok… na volta eu passo e compro.

M – Na volta ?

H – Sim… senão derrete.

M – Passa lá, compra e deixa aqui.

H – Não… melhor não ! Na volta… é rápido !

M – Ahhhhh !

H – Quando eu voltar eu tomo com você !

M – Mas você não gosta de manga !

H – Eu compro outro… de outro sabor.

M – Aí fica caro… traz de cupuaçu !

H – Eu não gosto também.

M – Traz de chocolate… nós dois gostamos.

H – Ok ! Beijo… volto logo…

M – Ei !

H – O que ?

M – Chocolate não… Flocos…

H – Não gosto de flocos !

M – Então traz de manga prá mim e o que quiser prá você.

H – Foi o que sugeri desde o começo !

M – Você está sendo irônico ?

H – Não… tô não ! Vou indo.

M – Vem aqui me dar um beijo de despedida !

H – Querida! Eu volto logo… depois.

M – Depois não… quero agora !

H – Tá bom ! (Beijo.)

M – Vai com o seu ou com o meu carro ?

H – Com o meu.

M – Vai com o meu… tem cd player… o seu não !

H – Não vou ouvir música… vou espairecer…

M – Tá precisando ?

H – Não sei… vou ver quando sair !

M – Demora não !

H – É rápido… (Abre a porta de casa.)

M – Ei !

H – Que foi agora ?

M – Nossa !!! Que grosso ! Vai embora !

H – Calma… estou tentando sair e não consigo !

M – Porque quer ir sozinho ? Vai encontrar alguém ?

H – O que quer dizer ?

M – Nada… nada não !

H – Vem cá… acha que estou te traindo ?

M – Não… claro que não… mas sabe como é ?

H – Como é o quê ?

M – Homens !

H – Generalizando ou falando de mim ?

M – Generalizando.

H – Então não é meu caso… sabe que eu não faria isso !

M – Tá bom… então vai.

H – Vou.

M – Ei !

H – Que foi, cacete ?

M – Leva o celular, estúpido !

H – Prá quê ? Prá você ficar me ligando ?

M – Não… caso aconteça algo, estará com celular.

H – Não… pode deixar…

M – Olha… desculpa pela desconfiança… estou com saudade… só isso !

H – Ok meu amor… Desculpe-me se fui grosso. Tá.. eu te amo !

M – Eu também !

M – Posso futricar no seu celular ?

H – Prá quê ?

M – Sei lá! Joguinho !

H – Você quer meu celular prá jogar ?

M – É!!!!!!!!

H – Tem certeza ?

M – Sim.

H – Liga o computador… lá tem um monte de joguinhos !

M – Não sei mexer naquela lata velha !

H – Lata velha ? Comprei pra gente mês passado !

M – Tá.. ok… então leva o celular senão eu vou futricar…

H – Pode mexer então… não tem nada lá mesmo…

M – É ?

H – É.

M – Então onde está ?

H – O quê ?

M – O que deveria estar no celular mas não está…

H – Como !?

M – Nada ! Esquece !

H – Tá nervosa ?

M – Não… tô não…

H – Então vou !

M – Ei !

M – Não quero mais sorvete não !

H – Ah é!!!

M – É !

H – Então eu também não vou sair mais não !

M – Ah é ?

H – É.

M – Oba ! Vai ficar comigo ?

H – Não vou não… cansei… vou dormir !

M – Prefere dormir do que ficar comigo ?

H – Não… vou dormir, só isso !

M – Está nervoso ?

H – Claro, porra !!!

M – Por que você não vai dar uma volta para espairecer ?

 

(Luis Fernando Veríssimo)

 

Written by ezequiasti

28/05/2007 at 23:46

Publicado em Não categorizado

O Paradoxo de Nosso Tempo

leave a comment »

O Paradoxo de Nosso Tempo
(George Carlin)


Nós bebemos demais, fumamos
demais, gastamos sem critérios, dirigimos rápido demais, ficamos acordados até
muito mais tarde, acordamos muito cansados, lemos muito pouco, assistimos TV
demais e rezamos raramente.
Multiplicamos nossos bens, mas reduzimos nossos
valores.
Nós falamos demais, amamos raramente, odiamos
freqüentemente.
Aprendemos a sobreviver, mas não a viver; adicionamos anos à
nossa vida e não vida aos nossos anos.
Fomos e voltamos à Lua, mas temos
dificuldade em cruzar a rua e encontrar um novo vizinho.
Conquistamos o
espaço, mas não o nosso próprio.
Fizemos muitas coisas maiores, mas
pouquíssimas melhores.
Limpamos o ar, mas poluímos a alma; dominamos o átomo,
mas não nosso preconceito; escrevemos mais, mas aprendemos menos; planejamos
mais, mas realizamos menos.
Aprendemos a nos apressar e não, a
esperar.
Construímos mais computadores para armazenar mais informação,
produzir mais cópias do que nunca, mas nos comunicamos menos.
Estamos na era
do ‘fast-food’ e da digestão lenta; do homem grande de caráter pequeno; lucros
acentuados e relações vazias.
Essa é a era de dois empregos, vários
divórcios, casas chiques e lares despedaçados.
Essa é a era das viagens
rápidas, fraldas e moral descartáveis, das rapidinhas, dos cérebros ocos e das
pílulas "mágicas".
Um momento de muita coisa na vitrine e muito pouco na
dispensa.
Uma era que leva essa carta a você, e uma era que te permite
dividir essa reflexão ou simplesmente clicar ‘delete’.
Lembre-se de passar
tempo com as pessoas que ama, pois elas não estarão por aqui para
sempre.
Lembre-se dar um abraço carinhoso num amigo, pois não lhe custa um
centavo sequer.
Lembre-se de dizer "eu te amo" à sua companheira (o) e às
pessoas que ama, mas, em primeiro lugar, ame… ame muito.
Um beijo e um
abraço curam a dor, quando vêm de lá de dentro.
O segredo da vida não é ter
tudo que você quer, mas querer tudo que você tem!
Por isso, valorize o que
você tem e as pessoas que estão ao seu lado.
 

 

Written by ezequiasti

26/05/2007 at 15:38

Publicado em Não categorizado

A IMPORTÂNCIA DE UM ELOGIO

leave a comment »

O mulher olha-se no espelho e diz para o marido:
– Estou tão feia, gorda, acabada ! Preciso de um elogio…
E o marido responde:
– Sua visão está ótima, querida !!!!

Written by ezequiasti

25/05/2007 at 19:28

Publicado em Piadas

Segurança no Acesso a Internet

leave a comment »

Cuidados que devem ser tomados ANTES de conectar o micro a Internet.

 

Instalar um Firewall (programa que protege o micro de programas de hackers) como o ZoneAlarm por exemplo. (somente o Windows XP com o Service Pack 2 contém Firewall próprio embutido).

Instalar 1 Anti-vírus, que se atualize automaticamente, como o Active Vírus Shield (grátis) que pode ser baixado do endereço:

http://superdownloads.uol.com.br/download/70/active-virus-shield/

Manter o Windows atualizado, configurando o icone "Atualizações Automaticas" do painel de controle para o próprio Windows fazer a atualização automática, detalhe usar Windows Original.

Instalar um sistema anti-espião com o Windows Defender (gratuito para Windows Original) para proteger nos acesso os sites.

Hoje os vírus estão tão sofisticados que só o fato de conectar o micro na Internet, ele será contaminado com vírus e programas de Hackers que roubam informações do micro, como senha de banco, cartão de crédito, etc.

 

Written by ezequiasti

17/05/2007 at 15:52

Mecânicos de Avião

with one comment

Juca e Chico eram dois mecânicos de avião e trabalhavam num hangar no aeroporto do Galeão.

Cachaceiros de carteirinha, não perdiam chance de derrubar umas e outras.

Num fim de tarde sem movimento, Chico disse:

– "Tô seco pra tomar umas…"

– "Eu também"- emendou o Juca.

Os dois foram até o vestiário, mas a garrafa no armário estava vazia. Nessa altura,

a vontade aumentou e então Chico sugeriu:

– "Que tal a gente experimentar combustível de jato?"

E o Juca:

– "Vamo lá, de repente esse troço é bom…"

E os dois detonaram perto de um litro. No dia seguinte, ao acordar, Chico ficou surpreso, pois estava se sentindo muito bem e sem ressaca. Nisso o telefone tocou, era o Juca, que perguntou:

– "Como você se sente?"

– "Tô inteirão. A coisa é boa pra cacete. Agora só tomo dela."

– "É da boa mesmo, mas só uma pergunta: já peidou hoje?"

E o Chico:

– "Não, por quê?"

– "Então se segura, porque eu tô ligando de Cuiabá!"

Written by ezequiasti

09/05/2007 at 13:59

Publicado em Piadas

Diario dela x dele

leave a comment »

DIÁRIO DELA

No domingo à noite ele estava estranho. Saímos e fomos até um bar para tomar
um drink.
A conversa não estava muito animada, de maneira que pensei em irmos a um
lugar mais íntimo.
Fomos a um restaurante e ele AINDA agindo de modo estranho.
Perguntei o que era, e ele disse que nada, que não era eu. Mas não fiquei
muito convencida.
No caminho para casa, no carro, disse-lhe que o amava muito e de toda sua
importância.
Ele limitou-se a passar o braço por cima dos meus ombros.
Finalmente chegamos em casa e eu já estava pensando se ele iria me deixar!
Por isso tentei fazê-lo falar, mas sem me dar muita bola ligou a televisão,
e sentou-se com um olhar distante que parecia estar me dizendo que estava
tudo acabado entre nós.
Por fim, embora relutante, disse que ia me deitar.
Mais ou menos 10 minutos ele veio se deitar também e, para minha surpresa
correspondeu aos meus avanços, e fizemos amor.
Mas depois ele ainda parecia muito distraído e adormeceu.
Comecei a chorar, chorei até adormecer. Já não sei o que fazer. Tenho quase
certeza que ele tem alguém e que a minha vida é um autêntico desastre.

DIÁRIO DELE

O meu time perdeu. Fiquei chateado a noite toda. Pelo menos dei umazinha.
Mas ainda tô chateado… timinho de merda!

Written by ezequiasti

03/05/2007 at 22:21

Publicado em Não categorizado